O que é o exame:

A endoscopia digestiva alta é um procedimento que permite a avaliação da porção alta do sistema digestivo, que inclui o esôfago, o estômago e o duodeno (que é a primeira parte do intestino delgado). O exame é sempre realizado por um médico com auxilio de enfermeiras.

Como é realizado o exame:
O paciente deverá comparecer a clínica no horário agendado, trazendo o pedido do médico e um acompanhante maior de 18 anos. O exame não será realizado sem o acompanhante.

Antes do exame o paciente é orientado sobre o procedimento, a enfermeira punciona uma veia no braço para administração de medicamentos e posiciona um sensor digital na mão para avaliação dos dados vitais (freqüência cardíaca e oxigenação do sangue) durante o exame. Próteses dentárias e aparelhos ortodônticos móveis deverão ser retirados. Antes de iniciar o exame uma medicação sedativa é aplicada.

A endoscopia é realizada com o paciente deitado sob o seu lado esquerdo. Um anestésico em spray é aplicado na garganta para diminuir os reflexos de vômito do local. Uma proteção bucal de plástico é posicionada entre os dentes para facilitar a passagem do aparelho.

O endoscópio é um tubo flexível dotado de lentes e uma fonte de luz que permite, através de um monitor, a visualização da mucosa e de suas alterações. Permite, ainda, ampliação da imagem, obtenção de material de biópsias, tratamento de lesões sangrantes, retiradas de corpo estranho e pólipos e posicionamento de sondas ou outros dispositivos. O exame convencional dura de 20 a 30 minutos.

 

Preparo para o exame:

Para a realização desse procedimento é necessário o pedido do médico e o agendamento prévio. O paciente deverá informar a idade no momento do agendamento pois pacientes com menos de 15 anos ou mais  que 75 anos podem precisar de acompanhamento do médico anestesista durante o exame.

A preparação para a realização da endoscopia digestiva alta consiste em jejum absoluto por 8 horas antes do exame. Pacientes que tomam medicações específicas (para algum tipo de doença) podem ser orientados a modificar as doses ou mesmo suspendê-los antes do exame. Essa orientação será feita no momento da marcação do exame.

 

O que acontece após o exame:
Após o exame, o paciente deve permanecer na clínica cerca de 30 minutos para recuperação do efeito sedativo das medicações. A garganta poderá ficar um pouco dolorida por alguns instantes, poderá sentir distensão abdominal devido ao ar introduzido no estômago durante o exame e é comum a amnésia (não se recordar do exame). O paciente não poderá conduzir veículos ou exercer atividades que necessitem atenção durante o resto do dia. Não deve retornar para casa de motocicleta mesmo que o condutor não seja ele.

Segurança do exame:

O exame é geralmente seguro e as complicações são raras. Os riscos potenciais são reações aos medicamentos empregados, complicações de doenças pulmonares ou cardíacas, perfuração ou hemorragia. Esses riscos são um pouco maiores após procedimentos terapêuticos como retirada de pólipos, por exemplo. É importante que você reconheça sinais precoces de eventuais complicações: se você apresentar febre, dificuldade para engolir, dores importantes, vômitos ou fezes enegrecidas após o exame, esteja certo de nos informar imediatamente.

Entrega do laudo:
O laudo será entregue na clínica após 24 horas da realização do exame.